Sábado, 19 de janeiro de 2019


PUBLICIDADE




Cantanhede

Prefeito de Cantanhede inicia o ano atrasando salário dos servidores

Ao não cumprir o que determina a lei, o prefeito Ruivo Pé no Chão poderá ser alvo de ação por atos de improbidade administrativa.


09/01/2019 17h47 - Atualizado em 10/01/2019 10h31


Prefeito de Cantanhede - Marco Antônio (Ruivo Pé no Chão)

Funcionários da prefeitura de Cantanhede, que passaram as festividades de fim de ano no vermelho, iniciaram o ano de 2019 ainda mais indignados, isso porque o executivo atrasou o pagamento do salário do mês de dezembro que deveria ter sido efetuado desde o último dia 31 do mês passado ou na pior das hipoteses, até hoje, 09 de janeiro, data limite para efetuar o pagamento dos servidores conforme prevê a lei de responsabilidade fiscal que diz que o empregador tem até o quinto dia útil do mês subsequente para pagar os seus empregados. 

De acordo com uma funcionária lotada na secretaria de educação ouvida pelo site e que pediu anonimato, o prefeito Marco Antônio (Ruivo Pé no Chão) e os seus secretários estariam se escondendo dos trabalhadores em razão do atraso. “Eles estão nos enrolando, ninguém ver esse povo, eles se escondem, minhas contas atrasaram, não sei mais o que falar para os cobradores, os juros estão sendo acrescido nas faturas, é uma vergonha esse governo que falava que seria diferente, aliás, é mesmo diferente, mas pra pior, bem pior”, afirmou uma servidora revoltada.

Levantamento feito pelo Pirapemas.com no site do Banco do Brasil que mostra todos os repasses feito ao município de Cantanhede entre 01 de dezembro de 2018 e 09 de janeiro de 2019 enterra o discurso do governo municipal que afirma não ter dinheiro para quitar as dividas. Durante pouco mais de 30 dias, foi creditado nas contas da prefeitura a quantia de R$ R$ 4.100.317,68  (Quatro milhões e cem mil, trezentos e dezessete reais e sessenta e oito centavos), dinheiro suficiente para pagar servidores, fornecedores e garantir investimentos de infraestrutura no município.

Procurado para falar sobre o pagamento dos servidores, o secretário de administração Manoel Erivaldo preferiu o silêncio e não retornou o contato.


Acompanhe o Pirapemas.com também pelo Twitter™ e pelo Facebook
Informações, imagens, vídeos, sugestões, denúncias podem ser enviados no nosso WhatsApp: (98) 98179-7981 ou através do e-mail: contato@pirapemas.com





PUBLICIDADE


COMENTÁRIO